logo.gif









De Sarney ao presidente Lula
 
José Sarney (1985-1990)    

Tancredo Neves não assumiu o cargo de Presidente da República por causa de seu falecimento. Tancredo Neves, avô do político e ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves, deixou o poder para seu vice-presidente: José Sarney. Sarney nasceu em Pinheiro, no Maranhão, é membro da Academia Brasileira de Letras e foi o 31º Presidente da República. Tornou-se presidente em 15 de março de 1985.

No mandato de José Sarney foi estabelecida a democracia. Ele pegou o Brasil numa situação caótica. Havia uma inflação fortíssima. O presidente, juntamente com seus ministros, desenvolveu um novo plano para a economia brasileira: o Plano Cruzado – José Sarney decidiu congelar os preços por um período de um ano.

O Plano Cruzado conteve os preços e aumentou o poder de compra dos brasileiros. Foi no governo de Sarney que aconteceram as primeiras eleições de voto direto para a prefeitura das capitais. Não era desse modo há 20 anos. No mesmo período, ocorreu uma Assembleia Nacional Constituinte, que promulgou a nova lei: a Constituição Brasileira de 1988. Sarney deixou a presidência em 15 de março de 1990.


Fernando Collor de Mello (1990-1992)

O presidente, nascido no Rio de Janeiro, porém, representante do estado de Alagoas, foi o 32º Presidente da República. Tinha como vice-presidente Itamar Franco, que assumiu o cargo chefe de estado interino. O governo de Fernando Collor foi marcado pelo Plano Collor. Foram reformas no campo da economia a fim de estabilizar a situação financeira de nosso país, mais precisamente a inflação, que durante sua história, passou por momentos difíceis desse segmento. O Plano Collor I congelou as contas correntes ou cadernetas de poupança com mais de NCz$ 50 mil. Também substituiu o Cruzado Novo pelo Cruzeiro.  Collor criou o Imposto sobre operações financeiras (IOF) e realizou um processo de privatização, chamado de “desestatização”.

O Plano Collor II permitiu mais uma queda na inflação. O Brasil passava por um período de hiperinflação, o que os planos conseguiram diminuí-la bastante. Outro plano econômico do governo de Collor foi o Plano Marcílio. Esse, entretanto, com altas taxas de juros e os preços liberados, tendo que recorrer, mais uma vez, ao Fundo Monetário Internacional (FMI): dois bilhões para manter a estabilidade.

Após várias denúncias aos veículos de comunicação, de esquemas de corrupção envolvendo parlamentares e empresas, tráfico de influências e outros, apresentou-se ao então presidente da Câmara dos Deputados, na época, Ibsen Pinheiro, tais relatórios para abrirem o pedido de impeachment, que foi aprovado em 29 de setembro de 1992 – foi, nessa mesma data, julgado pelo Senado Federal. Collor renunciou antes do julgamento, mas sofreu punição de oito anos fora da política.


Itamar Franco (1992-1994)


moeda brasileira plano realO baiano Itamar Franco, assumiu a presidência interinamente após o impeachment de Fernando Collor de Mello. Isso se deu em 2 de outubro de 1992.  Foi Presidente da República em 29 de dezembro de 1992.

O Brasil passava pela crise econômica, em que a inflação, segundo os economistas, chegava a 1100% e caminhava para 2500%, que foi o índice do ano de 1993, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas.  A solução encontrada no mandato de Itamar Franco para a hiperinflação foi a implantação do Plano Real. A inflação seguia a 916%, no ano de 1994. No ano seguinte, ela caiu para 22,41%.

O Plano Real foi uma das maiores marcas do governo de Itamar. Ele teve seu mandato livre de escândalos de corrupção e, assim como o ex-presidente, Luís Inácio Lula da Silva, saiu com mais de 80% de popularidade. Itamar Franco terminou seu mandato em 1º de Janeiro de 1995. Foi o 33º Presidente do Brasil.


Fernando Henrique Cardoso (1994-2002)


FHC, como é conhecido, tomou posse de seu cargo de presidente em 1º de Janeiro de 1995. O vice-presidente nos seus dois mandatos (1995-2002) foi Marco Maciel. Fernando Henrique Cardoso deu continuidade ao Plano Real e o Brasil seguiu estabilizado até acontecer a desvalorização da moeda nacional: o Real. Isso, devido à crise financeira internacional: México, Rússia e a Ásia. Consequência disso, o aumento da dívida externa.

Em seu governo, foram criados o gasoduto Brasil-Bolívia, o Fundo de Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef), na legislação, foi implantada a reeleição de cargos do Poder Executivo, uma lei eleitoral definitiva, uma vez que todo ano de eleição mudavam a lei. Outra novidade foi o Código Brasileiro de Trânsito, em que se estabeleceram novas normas.

Executou várias privatizações, entre elas, a venda da companhia Vale do Rio Doce, a Rodovia Presidente Dutra, os bancos, as empresas de telefonia e outras. Promoveu a entrada mais fácil de empresas multinacionais estrangeiras no Brasil. Foi alvo de muitas críticas durante seu governo por causa dessas medidas. Aos servidores, não houve aumento salarial. Ele ficou oito anos no poder e foi o 34º Presidente do Brasil.


Luís Inácio Lula da Silva (2003-2011)

presidente lula metalurgico sindicalistaO presidente Lula, eleito em 2002, é ex-metalúrgico. Nasceu em Garanhuns, município de Pernambuco. Tomou posse aos 58 anos, em 1º de Janeiro de 2003. O vice-presidente do governo de Lula foi, o já falecido, José Alencar. Lula foi o 35º Presidente da República.

Seu governo foi marcado por muitos projetos, tais como: a continuidade do “Luz para todos”, que iniciou no mandato de FHC, o Bolsa Família, o Fome zero, todos  com o intuito de acabar com a miséria e a fome no Brasil. Deu início ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com 500 bilhões de investimentos para o crescimento até 2021, e conseguiu derrubar boa parte da taxa de desemprego e, consequentemente, reduziu o número de pessoas que deram entrada no seguro desemprego.
 
Além disso, trouxe o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), a fim de promove maior qualidade na educação. Criou um piso salarial nacional para policiais civis e militares, além do programa de habitação para a classe. Em seu governo, se desenvolveram pesquisas com os biocombustíveis, como também a descoberta da camada do Pré-Sal, onde encontra-se petróleo. Lula deixou a presidência em 1º de Janeiro de 2011.

Lula deixou o cargo para um marco na história do país: a primeira Presidenta do Brasil. Dilma Rousseff tomou posse em 1º de Janeiro de 2011. O vice-presidente é Michel Temer. Dilma é a 36º Presidente da República. Em 2014, se completam 12 anos que o Partido dos Trabalhadores (PT) está com a presidência – se não houver nenhuma deposição ou coisa do tipo.